Ligue agora

Whatsapp

CORONAVÍRUS: MERCADORIAS CONTAMINADAS, É POSSÍVEL?

05/02/20  |  Dicas, Exportação, Importação, Tendências

 

O surto da doença coronavírus vem aumentando cada vez mais. Segundo a Comissão Nacional de Saúde da China (NHC), o número de infectados pela cepa do vírus subiu para mais de 10 mil casos na China e já ocasionou o falecimento de mais de 400 pessoas. Lembrando que no Brasil temos 13 casos suspeitos.  Pequim cancelou as cerimônias previstas para o Ano Novo Lunar, como medida de proteção diante da epidemia provocada pelo surto na China.

O governo da província de Guangdong ordenou que todas as fábricas (exceto aquelas diretamente relacionadas a produtos de combate ao vírus) NÃO retomassem o trabalho antes de 10 de fevereiro de 2020. Portanto, neste momento, a maioria das fábricas planeja retomar o trabalho em 10 de fevereiro. Em geral, é um atraso de em média 8 dias em relação ao plano original das empresas chinesas.

O governo chinês está tomando medidas extraordinariamente fortes para combater o surto do vírus. Os chineses são encorajados a ficar em casa e minimizar as viagens. O que é destacado, é que o vírus não pode sobreviver 48 horas fora do corpo, então não serão transportados pelas mercadorias. É muito pouco provável que o produto vindo da China possa contaminar alguém aqui no Brasil — foi o que falou Isabella Albuquerque, infectologista e coordenadora do Serviço de Higiene e Controle de Infecção Hospitalar do Hospital São Vicente de Paulo, no Rio. Por exemplo, se alguém contaminada pela doença espirra em uma superfície seca, pode durar uma hora, mas se for em um ambiente úmido, escuro, o vírus pode ser viável por várias horas, mas não ultrapassando 48 horas.

A China é o principal parceiro comercial do Brasil. Representam um número expressivo se tratando de importações brasileiras que vieram da China. No ano passado a China ficou em 1º Lugar no Ranking das Exportações Brasileiras, ou seja, a China é o principal destino das nossas exportações. Segundo o Correio do Povo, com a perspectiva da redução da atividade econômica, bolsas caíram pelo mundo. A B3, bolsa de valores oficial do Brasil, teve seu pior dia desde junho/2019 na segunda-feira, com queda de 3,3%. o analista Ernani Reis acredita que o surto da doença pode impactar a exportação de commodities brasileiras para a China, como por exemplo, carne e soja, além de minérios.

Câmara aprova regras de quarentena do surto
Segundo o Estadão, a Câmara dos Deputados autorizou ontem, dia 04, o plano que prevê normas para quarentena e medidas de enfrentamento do coronavírus. Se for aceito, o texto seguirá para o Senado e deve ser averiguado hoje (5). O plano exige que sejam realizados exames médicos, testes laboratoriais e coletas de amostras clínicas.