Ligue agora

Whatsapp

Surto de coronavírus prejudica importações da China

27/02/20  |  Sem categoria

O impacto nas importações provenientes da China devido ao Coronavírus já mostra seus resultados diretos em importadores do Paraná.
Dependemos diretamente de insumos importados da China, além das indústrias brasileiras, várias outras empresas no mundo já sentem este impacto. Temos relatos de empresas que terão suas linhas de produção impactadas diretamente pela falta de materiais. A exemplo disso, a gigante Apple (americana) já informou que seu faturamento será afetado diretamente.

Empresas na China param anualmente devido ao feriado lunar. O retorno após essa parada foi adiado devido ao surto do vírus, o que fez com que várias empresas não tivessem mão de obra para fabricação e embarque dos materiais.

Mesmo produtos já nos portos não possuem mão de obra para a movimentação das mesmas. Algumas empresas estão retomando suas atividades, porém, não em 100% de sua capacidade. Até que todas as empresas consigam atender os pedidos em atraso, colocar em dia o abastecimento ainda levará algum tempo.
Uma alternativa é a busca de novos fornecedores, porém, além de depender da homologação destes insumos para a substituição sem afetar a qualidade do produto final, os custos são maiores, uma vez que estes novos fornecedores também são importadores da China.

Os casos suspeitos de pessoas contaminadas continuam crescente. Mesmo com todo o cuidado que a China e outros países estão tendo, este é um processo que está longe de acabar.
Para uma segurança da população chinesa, muitas empresas orientam seus funcionários ao trabalho home office, onde a escassez de produção e embarques continuará afetando a economia mundial.
Várias empresas do Paraná têm buscado alternativas para não afetar ainda mais o abastecimento de suas linhas de produção e a demanda de seus clientes.

Dólar

Outro grande impacto que sentimos e que está diretamente ligado ao Coronavírus é a alta do dólar, o que aumenta muito os custos de importadores que trabalham em sua grande maioria com esta moeda forte, que já ultrapassa a cotação de  R$4,46.

Dia 26 de fevereiro, (quarta-feira), foi ao ar nossa entrevista ao jornal da RPC Boa Noite Paraná, onde falamos a respeito do assunto. Confira abaixo o vídeo completo clicando no link a seguir:

https://globoplay.globo.com/v/8354749/?utm_source=whatsapp&utm_medium=share-bar