Ligue agora

10 modelos de containers e suas características

29/07/20  |  Análise, Dicas, Exportação, Importação, Tendências

Primeiramente, você também fica na dúvida se o correto é container ou contêiner?

Pois saiba que as duas formas estão corretas, a palavra “contêiner” é apenas o resultado criado do português da grafia “container” em inglês.

O container é utilizado para transportar a cargas marítimas, rodoviárias ou áreas nos processos de Importação e Exportação. Também é conhecido como cofre de carga, por ter dispositivos de segurança que são previstos por legislações nacionais e internacionais.

Os containers possuem tamanhos de 20 a 40 pés, nos quais um pé corresponde a medida é doze polegadas. A diferença principal entre eles é o comprimento: o contêiner de 20 pés tem um comprimento interno de 5,9 metros, enquanto o contêiner de 40 pés atinge 12 metros.

Separamos para você os 10 tipos de containers mais comum:

 

Dry Box

O Dry Box é o tipo de container intermodal básico mais comum utilizado. Normalmente para cargas secas que são produtos industrializados e não perecíveis como alimentos, roupas, utensílio, entre outros. Além disso, ele também serve para demanda de projetos personalizados, podendo ser equipado com portas ventiladas para cargas geradoras de calor. Na grande maioria das vezes as medidas do container dry são de 20 pés (6 metros) ou 40 pés (12 metros) com altura de 2,60 metros.

 

Container HC ou High Cube                     

Em termos de estrutura do container HC ou High Cube como chamado, é bem parecido ao container Dry citado acima. Mas podemos dizer que ele é um irmão mais velho, tendo apenas a diferença de ser 30 centímetros mais alto que o dry, o que fazem eles comportarem um pouco mais de carga. É comum que esse modelo seja muito utilizado em situações que precisem de refrigeração, ou a habitação de pessoas. Ele é o mais indicado para se desenvolver escolas, casas, escritórios, guaritas, ou outros projetos voltados para as pessoas.

 

Tanque   

O container tanque é um modelo utilizado para transporte de produtos químicos, cargas em ácido, gases, entre outros produtos do gênero. Ambos os tipos de produtos perigosos e não perigosos podem ser transportados nesse modelo de container. No caso de produtos perigosos, gasosos ou líquidos a carga é realizada por uma abertura que geralmente se fica no topo ou na parte traseira do tanque. Os containers tanque são de liga 304 e 316 L, que normalmente são revestidos por alumínio ou fibra de vidro, possuindo estrutura mais reforçada para evitar acidentes.

 

Flat Rack               

 Esse modelo é indicado para cargas em excesso, compridas ou de formato irregular, onde em outro modelo de container não se encaixaria. O Flat Rack é não tem teto e nem possui laterais, tem apenas as duas paredes frontais e dessa forma permite o carregamento pelo alto ou pelas laterais. São bastante utilizados para transporte de grandes peças, maquinários agrícolas e da construção civil.

 

Open top                                                                                  

E modelo que segue o mesmo padrão de tamanho dos tipos Dry, a diferença ele não tem teto, é fechado apenas com uma lona. Este tipo é u para o transporte de materiais pesados, ou de itens para os quais o carregamento ou descarregamento não conseguem ser carregados pelas portas padrão e preciso ser carregados por cima como maquinas, mármore, vidro, entre outros produtos.

 

Open side 

 O container Open side é muito parecido com open top. Porém, como o próprio nome diz, ele é aberto em uma de suas laterais, diferente do open top, que a abertura é no teto. Suas estruturas e medidas externas também são as mesmas do container Dry. E ele pode ser utilizado com baias internas, para separar ambientes ou até mesmo utilizado para transporte de animais ou cargas que necessitem de uma largura maior.

 

Plataforma    

O container plataforma não possui laterais e nem teto, é formado apenas pelo um piso mais reforçado quando comparado a outros tipos de contêineres. Sua utilidade é carregar cargas de grandes dimensões que as impedem de caber em contêineres convencionais tanto na largura, altura ou comprimento ou muito pesadas.

 

Ventilado  

O container ventilado é apropriado para aquelas cargas que precisam “respirar”, como por exemplo, café, cacau, grãos, sementes, condimentos e alho, entre outras. Esse container é muito parecido com o Dry (o primeiro que citamos), porém possui entradas e saídas de ar distribuídos na sua estrutura, fazendo que a carga seja ventilada.

 

Refeer ou refrigerado   

 O container refeer ou refrigerado são modelos com isolamento térmico para que a temperatura interna seja mantida. São equipados com sistema de refrigeração embutido, que é gerado por conexões elétricas ou por geradores a gasolina ou a diesel. Esse modelo é indicado para situações específicas, como alimentos ou outros artigos nas quais seja preciso a conservação ou o congelamento de produtos.

 

Bulk ou Graneleiro

O Bulk container ou graneleiro como é chamado, é um modelo também similar ao Dry. Porém, ele é revestido na sua parte interna e ideal para o carregamento de grãos, como café, milho, sementes e outros. E outra característica é ter uma abertura no painel frontal, que serve de saída para o despejo da mercadoria, facilitando e agilizando a desova do contêiner.

 

Como você pode notar, existem vários modelos de containers e cada um é mais adequado para tal situação. Utilizando o tipo ideal para cada tipo de carga, certamente você vai obter uma maior segurança para o transporte das suas mercadorias.